Em 1961, o Ferrari 250 GT já acumulava mais de uma centena de triunfos, especialmente graças à versão com menor distância entre eixos, conhecida como SWB.
Já em setembro de 1961, durante os treinos para o Grande Prêmio da Itália, em Monza, Stirling Moss, considerado o melhor piloto da época, testou um misterioso desportivo ainda em fase de desenvolvimento. Tratava-se do protótipo quase definitivo do novo GT da Ferrari, destinado a tornar-se famoso com o nome de GTO, uma evolução extrema e derivada do 250 GT.

 

 

Este carro extraordinário e fascinante, concebido ao estilo tradicional da Ferrari mas mais evoluído a nível mecânico e aerodinâmico, o GTO agora está com um kit disponível em escala 1/24, da japonesa Fujimi. Ao abrirmos a caixa encontram-se 8 árvores com as peças do carro. O manual é simples mas bem explicado não deixando nenhuma dúvida sobre os passos que devem ser executados.

Este carro extraordinário e fascinante, concebido ao estilo tradicional da Ferrari mas mais evoluído a nível mecânico e aerodinâmico, o GTO agora está com um kit disponível em escala 1/24, da japonesa Fujimi.
Ao abrirmos a caixa encontram-se 8 árvores com as peças do carro.
O manual é simples mas bem explicado não deixando nenhuma dúvida sobre os passos que devem ser executados.

 

Acompanha o kit uma cartela com os decais para o painel, a placa traseira e os logos da Ferrari para colocação em diversas partes do modelo. A folha de decais tem excelente qualidade com todos os impressos com uma resolução de impressão muito boa.

Acompanha o kit uma cartela com os decais para o painel, a placa traseira e os logos da Ferrari para colocação em diversas partes do modelo. A folha de decais tem excelente qualidade com todos os impressos com uma resolução de impressão muito boa.

 

As rodas raiadas são em uma única peça e o aspecto é razoável. É difícil conseguir um bom visual para esse modelos de rodas raiadas quando as mesmas são injetadas em plástico. Para uma montagem básica se obtém um bom resultado mas o ideal para um melhor acabamento é usar os sets de alumínio ou de photoetched fabricados pela Acustion, KA-models, etc...

As rodas raiadas são em uma única peça e o aspecto é razoável. É difícil conseguir um bom visual para esse modelos de rodas raiadas quando as mesmas são injetadas em plástico. Para uma montagem básica se obtém um bom resultado mas o ideal para um melhor acabamento é usar os sets de alumínio ou de photoetched fabricados pela Acustion, KA-models, etc…

 

A árvore transparências não apresenta novidades mas tem um bom acabamento principalmente se levarmos em conta os antigos kits da Fujimi.

A árvore transparências não apresenta novidades mas tem um bom acabamento principalmente se levarmos em conta os antigos kits da Fujimi.

 

Os cromados também são bons não apresentando a pintura grosseira encontrada em muitos kits.

Os cromados também são bons não apresentando a pintura grosseira encontrada em muitos kits.

 

Uma árvore para as peças do interior do carro.

Uma árvore para as peças do interior do carro.

 

Um dos pontos altos do kit é o nível de detalhe do chassis. Todo o kit é montado, literalmente, em cima do chassi tubular imitando perfeitamente o carro original. Nessa árvore também está o tanque de combustível que também foi disponibilizado separado das outras peças.

Um dos pontos altos do kit é o nível de detalhe do chassis. Todo o kit é montado, literalmente, em cima do chassi tubular imitando perfeitamente o carro original.
Nessa árvore também está o tanque de combustível que também foi disponibilizado separado das outras peças.

 

O motor também tem um bom nível de detalhe, o que é raro hoje em dia. Os kits têm sido feitos curbside em sua maioria e a Fujimi ganhou muitos pontos fazendo o motor do carro. O cofre do motor também tem suas peças nessa árvore mantendo o bom nível de detalhe do kit.

O motor também tem um bom nível de detalhe, o que é raro hoje em dia. Os kits têm sido feitos curbside em sua maioria e a Fujimi ganhou muitos pontos fazendo o motor do carro. O cofre do motor também tem suas peças nessa árvore mantendo o bom nível de detalhe do kit.

 

Aqui a árvore com as peças das suspensões e freios. A Fujimi caprichou !

Aqui a árvore com as peças das suspensões e freios. A Fujimi caprichou !

 

Capô dianteiro e tampas para as entradas de ar.

Capô dianteiro e tampas para as entradas de ar.

 

A carroceria é muito bem injetada e apresenta poucas marcas e linhas de molde a primeira vista. É nítida a melhora da Fujimi na injeção de seus kits. É um kit que vale a pena, é praticamente um enthusiast, com 188 peças que vão permitir a construção de um belo modelo de um fantástico automóvel da Ferrari.

A carroceria é muito bem injetada e apresenta poucas marcas e linhas de molde a primeira vista. É nítida a melhora da Fujimi na injeção de seus kits.
É um kit que vale a pena, é praticamente um enthusiast, com 188 peças que vão permitir a construção de um belo modelo de um fantástico automóvel da Ferrari.

  • 8/10
    Injeção (rebarbas, linhas de molde) - 8/10
  • 9/10
    Detalhamento (detalhes de interior, suspensão, PE) - 9/10
  • 8/10
    Manual de Montagem (Instruções de pintura, história do modelo, etc…) - 8/10
  • 8/10
    Folha de Decais (Qualidade de impressão, detalhes, etc…) - 8/10
  • 8/10
    Acuracidade (Fidelidade na reprodução do carro 1:1) - 8/10
8.2/10